Apartamentos pequenos têm sido uma tendência ao redor do mundo. A mudança de estilo de vida, aspectos culturais e questões demográficas, populacionais e econômicas são alguns dos fatores que influenciam na escolha destes espaços menores. O desafio de um apartamento pequeno está em otimizar o lugar ao máximo e atender as necessidades dos moradores.

 
 

Listamos as principais dicas de soluções para esses ambientes estreitos, veja a seguir!

 

1. O ponto inicial para uma boa solução é o estudo e planejamento dos espaços, definindo onde ficará cada ambiente e o layout.

 

2. Evite espaços com divisões, integrando sempre que possível todos os ambientes.

 

3. Com o desenvolvimento tecnológico, o uso de eletrodomésticos compactos e móveis de design multifuncionais e mutáveis, é possível otimizar os espaços e obter maior flexibilidade dos ambientes, como, por exemplo, camas dobráveis, que podem ser guardadas em armários, ou mesas retráteis.

4. O uso de superfícies claras é ideal para ambientes pequenos. Um apartamento onde as cores do piso são claras, paredes integram o ambiente, dão a sensação de maior amplitude e continuidade. O ideal é que seja utilizado apenas um tipo de piso em todo o apartamento. Caso sejam de materiais diferentes, recomenda-se pisos de mesma tonalidade para não haver quebra da harmonia e proporcionar a sensação de amplitude ao espaço. As superfícies claras também favorecem a distribuição da luz no ambiente tornando-o mais agradável, atendendo as necessidades visuais do usuário e tornando o ambiente mais eficiente energeticamente.
Superfícies Claras
5. O uso de espelhos, assim com o uso de transparências, são bons artifícios para ampliar visualmente os ambientes. Quando utilizados em toda a superfície, além de valorizar o espaço, temos a sensação de continuidade. Os espelhos podem ser utilizados em toda a superfície, ou em detalhes.
Espelhos
6. Móveis feitos sob medida podem criar nichos, otimizando ao máximo o ambiente, e dando mais possibilidades de o ambiente refletir a personalidade do morador.
7. Linhas horizontais em móveis, tapetes, prateleiras e aberturas alongam visualmente os espaços pequenos, conforme imagem abaixo. O uso das linhas horizontais em cômodos com pé direito alto, torna-os mais aconchegante. Porém, é necessário ter cuidado com ambientes de pé-direito baixo, pois as linhas horizontais, quando marcantes, passam a sensação de achatamento.
Linhas Horizontais
8. Já as linhas verticais conferem ao ambiente uma impressão de pé-direito mais alto, como o verificado na imagem abaixo. A leveza dos móveis é fundamental, seja na estrutura esbelta, no uso de cores claras, ou nos materiais utilizados.
Linhas Verticais
9. Superfícies móveis podem ser utilizadas para dividir espaços, tornando o ambiente flexível, permitindo compartimentá-lo quando se deseja maior privacidade, ou abrir para uma integração dos espaços e maior ventilação. Portas de correr também são ótimas opções para não perder espaços.
Ambientes Flexíveis

 


 

Gostaram dessas dicas super práticas e numa vibe cool?

Curta a página da DR Engenharia no Facebook, marque e compartilhe com amigos, afinal, quem não precisa otimizar espaços hoje em dia não é mesmo?

Veja também: